Entry: Setembro 2011/09/01



Eis-me de novo a trabalhar. Mas a novidade é que o pai da criança, vulgo meu marido, está de licença. Até ao final de Setembro. Viva a partilha!

Regressar ao trabalho desta vez não custo tanto como da primeira gravidez. Saber que a bebé continua no seu ritmo rotineiro normal deixou-me muito tranquila. Poder partilhar os dois filhos com um pai de licença parental trouxe maravilhas, até o simples facto de poder tomar o pequeno-almoço em casa me deixa abismada!

Agora estou de ferias (as primeiras desde o inicio do ano, se bem que a maioria das pessoas que me conhecem digam insistentemente "vais de férias OUTRA VEZ???" quando eu até à data tinha apenas tirado um dia de férias em Março e estive a tratar da minha bebé de licença... mas pronto, aguenta-se), a arrumar coisas que precisam de caminho antes de começar a lufa lufa do trabalho dos dois progenitores e antes do início do ano lectivo do piolho mais velho.

Parece que cá por casa andamos todos calmos, minimamente tranquilos. O mais velhor faz birras ocasionais, a mais nova tem sido tranquila. A bebé Marta, que já come papa e dorme no seu quartinho, deixa-nos algum tempo livre.

Andamos em preparação do baptismo da menina Marta, que se aproxima, cientes de que mais uma vez nos alegra o coração levar um nosso filho à presença do "big boss" JC. Podemos dizer que a Marta é uma orgulhosa futura afilhada de uns orgulhosos futuros padrinhos, que ficaram muito felizes com esta incunbência.

E de resto, a vida vai fluindo. Não somos protagonistas de novidades bombásticas nem de alterações fabulosas nas nossas vidas, mas quem disse que a vida era feita de assombrosos acontecimentos? A maior percentagem dela é vivida de forma "morninha" até porque o ser humano comum não se pauta de sistemas nervosos capazes de tumultuosos tsunamis de adrenalina! :)

   1 comments

amoxil order purchase
October 6, 2011   11:37 AM PDT
 
não custo tanto como da primeira gravidez. Saber que a bebé continua no seu ritmo rotineiro normal deixou-me muito tranquila. Poder partilhar os dois filhos com um pai de licença parental trouxe maravilhas, até o simples

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments